A Tratore por aí:

Vivo Feliz

Palavras-chave MPB, , Top 50 Sempre.


Novíssimo trabalho daquela que é considerada a maior cantora do Brasil e foi eleita pela BBC inglesa como "a voz do século". "Vivo Feliz" mostra Elza no auge da sua forma e muito bem acompanhada. O álbum foi produzido por Arthur Joly (Mugomango) e contou com o reforço de um afiado time de jovens músicos. No repertório, canções que vão de Fred 04 a Zé Keti.



Faixas (10)

1.
Intro

Editora: Tratore


2.
Opinião

Autor: Zé Kéti
Editora: Arlequim Editora


3.
Eu Gosto da Minha Terra

Editora: Direitos Reservados


4.
Rio de Janeiro

Editora: Tratore


5.
Volta por Cima

Editora: Peermusic


6.
Somos Todos Iguais

Editora: Universal Music Publishing


7.
Two Tac

Editora: Tratore


8.
Concórdia

Autor: Nando Reis
Editora: Warner/Chappell


9.
Computadores Fazem Arte

Editora: Universal Music Publishing


10.
Lata d´Água

Editora: Direto



Produtos relacionados
(0/0)


   

Resenhas
Positivas (17)
Surpresa

Quando menos se espera aí está a Elza, mais jovem do que nunca com a voz inigualável. Disco excelente com programação visual do grupo Bijari

por Luiz Augusto De Biasi em 07/10/2004
Balacobaco Eletrônico

Elza Soares consegue ser mais moderna a cada novo dia e os seus últimos trabalhos demonstram a imensa jovialidade que ela guarda na sua alma de cantora com personalidade e voz ímpar. É um orgulho para os brasileiros tê-la como filha da terra. Destaque para a faixa " Eu Gosto da minha terra ".

por Breno Rossano Costa Ferreira em 08/10/2004
Modernissima

A cara dela.. modernissima!!!!

por Marcos Puga em 08/10/2004
dura na queda II

ela não tem medo do risco. ponto pra ela que assim se torna uma das poucas cantoras de sua geração, que a cada cd nos traz uma surpresa. depois do elogiadíssimo "do cóccix até o pescoço" elza volta com este totalmete plugado na música moderna. recria clássicos como "opinião" e "volta por cima" e nos brinda com a belíssima "concórdia" de nando reis com a presença do próprio. bacana!!!

por jeferson garcia em 09/10/2004
Tem groove no samba!

Mostrando mais uma vez sua absoluta versatilidade, a negra Elza agora encara as batidas e programações da música eletrônica.E ela se deu muito bem. Fazendo uma saudável ponte entre Paulo Vanzolini e Fred Zero Quatro, a sambista dj tirou de letra o desafio (por ela mesma assumido)e arrasou no som. Mais um capítulo desta feliz trajetória artística. Qual será o próximo?

por João Batista Rodrigues em 17/10/2004
Elza Soares - Vivo Feliz

De um encontro de uma deusa com um grupo de mortais -- à semelhança do CD Agora, da Maria Alcina com o Bojo -- surge esta pérola, pelas mãos do Arthur Joly. Gozado como uma certa frieza eletrônica (cut, paste, repeat) parece casar com a raiva doce da voz enrouquecida. A fria indiferença da cidade, do metal. Machado de Xangô. Espada da Justiça. Lâmina do ouvir e do falar. Deixe que diga, que pense, que fale o que pense, e pense o que fale, e escute o que não quer calar. Quero essa mulher assim mesmo.

por Luciano Pessoa em 28/10/2004
ELZA POLIVALENTE

Não é por acaso que Elza Soares é uma das maiores cantoras de todos os tempos. Haja adjetivos prá homenageá-la! Interpreta cada canção com a emoção de uma principiante e com a segurança de uma veterana. Mais uma vez, percorre diversos estilos com a energia de sempre. Músicas conhecidas, como "Opinião" e "Volta por cima", se renovam na sua voz.

por Otílio Severian Loureiro em 30/10/2004
elza soares

Elza avisa que não tem medo de se atirar ao vento mesmo sabendo que não tem asas para voar. Pois que Iansã te proteja Elza. Em seu novo CD a ousadia e a modernidade continuam presentes. Orgânica elétrica e misturada. A música "Opinião" de Zé Ketti surge provocante novamente e "Volta por Cima" de Paulo Vanzolini poderia muito bem ter como co-autora a própria Elza, pois quem mais do que ela para levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima? Fred 04 e Nando Reis também colaboram. Mas nem tudo é perfeito: o disco tem somente dez faixas e fica aquele gosto de quero mais.

por Paulo Watanabe em 30/10/2004
é a carne mais barata

É uma das maiores estrelas que temos realmente. Desculpe a falta de imparcialidade aqui na sessão de resenhas, mas eu não fiz nada artistico nesse disco... Quando conheci a Elza e tivemos um dia a dia intenso percebi o peso e a responsa de ter talento, nome, estrelato, dedicação. Eu vi que ela é um ser humano "estrela" no sentido literal. A produção musical desse disco é realmente algo moderno, atualizado. Foi um encontro de uma estrela que deixou sua voz na mão de um talentoso, dedicado pacas, eclético, maluco beleza. A versão dub [é dub do bom mesmo!] para "Computadores fazem arte" é maravilhosa. Os arranjos de metais [do disco todo] é maravilhoso. Som dos sopros natural e pesado. O cubano Pepe arrebentou no pianos, na balada de já gravbada por Carmen Miranda "Eu gosto da minha terra". A última faixa: "Lata d´água" [que NÃO é "lata d´água na cabeça...] é uma composição da própria Elza, uma letra perfeita, um belo recado para os tradicionalistas do samba. Elza teve coragem além

por Marcelo Ozorio em 21/01/2005
a diva remixada

nesse disco que é o segundo depois da sua "volta" ,elza soares brinca mais com a eletrônica e a alia a sua voz peculiar e aos ritmos nacionais- então tome samba com rap, reggae cheio de efeitos, ragga, funk e big beat, em composições originais e releituras que vão de Zé Keti a Mundo Livre S/A. Viva Elza!!!

por joão cassiano em 19/07/2005
Elza Soares - "Vivo feliz"

E pensar que existem pessoas que conhecem Elza somente como a viúva de Garrincha! Ela demonstra que não tem apenas uma voz marcante, reconhecida imediatamente pelo rouquidão de suas cordas vocais, e sim que tem um repertório afiadíssimo e um refinado apuro pra interpretar grandes canções com arranjos inovadores. Em "Opinião" de Zé Ketti, Elza manda um som funkeado digno de Sly and family stone. "Volta por cima", samba levado com beats eletrônicos e inserções de vocais hip-hop. A latinidade de "Somos todos iguais" tem invocação à Célia Cruz no início e da uma boa amostra da Elza compositora (assim como em "Lata d`agua). "Two Tac" é a aproximação com o eletrônico, com o trip-hop, com flerte de raggamuffin. "Computadores fazem arte" de Fredzero4, que já foi gravada por Chico Science e Nação Zumbi em "DA lama ao caos" ganha uma roupagem nova: um eletro-reggae-experimental. Enfim, um cd com vários destaques, onde a voz inconfundível de Elza Soares encontra vários espaços pra demonstrar o qu

por Edinaldo Pacheco em 30/08/2005
A cara da Modernidade

Esdisco, eu fiquei impressionado como a Elza está além do tempo. simplesmente muito bom! começando com a antológica opinião de Zé Ketti, permeando pela brilhante regravação de Volta por cima de Paulo vanzolini, a brilhante participação do nando Reis, a invejável versão para Computadores fazem Arte (Chico Science deve tremer na base, onde ele estiver cada vez que alguém a escuta) e como não poderia deixar de ser: Lata d`agua pa finalizar, todos esperam o clássico samba, que há muito é intepretado pela diva tupiniquim, mas trata-se de um homonimo composto pela Elza e de uma magia que só ela tem. "Vivo Feliz" é para viver feliz cada ves que se ouve. uma prova de que o Brasil tem jeito é só deixar a Arte dominar que tudo se ajeita. Elza Soares é prova disto! Wecsley Cunha

por Wecley Cunha em 01/09/2005
A eterna reinvenção de si-mesma

Elza Soares é jovem há muito mais tempo , é uma ave-fênix que se reinventa e transforma as cinzas da canção contempoRãnea ( Que alguns críticos como José Ramos Tinhorão dizem estar morta e enterrada) em um fogo vivo . Para isso ela se atualiza e incendeia o presente com seu corpo dinâmiko e dinamizador, sim porque ela canta com o corpo inteiro e transcende esse negócio de Diva..Elza é a maior cantora da atualidade! E esse disco é mais do que a confirmação disso , é a continuidade da vitalidade da canção reinventada e viva AGORA-JÁ!

por marcelo ariel em 01/09/2005
Vivo Felicíssima!!!

Ganhei o Cd da Elza Soares no final do ano passado e simplesmente apaixonei!! Som moderno e alto astral com muita base eletrônica!! Opinião do Zé Ketti foi uma gravação muito feliz da intérprete, assim como a saudosista Rio de Janeiro, a maravilhosa Computadores Fazem Arte e a clássica do samba Volta por Cima, valorizando grandes compositores da música brasileira. A Elza é demais e tem todos os motivos pra viver feliz e nos saudar com o melhor dela.

por Sabrina Martins Bueno em 07/09/2005
TELECOTECNO

Elza tem consciência que está se jogando no fogo da modernidade, ao ousar gravar uma versão de sambas clássicos no universo eletrônico. Os xiitas puristas do samba terão ataques, quem gosta de atrevimento vai adorar esse projeto de "modernizar o passado", algo simples para quem já nasceu com uma voz eletrônica. Como no CD anterior, os clássicos reaparecem e adaptam-se perfeitamente às incursões pelo funk - "Opinião" do Zé Kéti num rap e "Volta por Cima", o hino paulista do biólogo Vanzolini vira reggae/dub é cantada com o rapper francês Pyroman. O reggae manguebeatizado experimental de "Computadores fazem a Arte" homenageia Chico Science e Fred Zeroquatro. "Rio de Janeiro" é um samba exaltação, um hip-hop funkeado, que canta o Rio sem esquecer suas mazelas, a bonita, orgânica e elétrica "Two Tac" - um drum´n´bass. Elza também nos brinda com uma salsa (feita pela própria), "Somos Todos Iguais". A faixa título, "Vivo Feliz" é um samba de tradição numa variante contundente, assim como as

por Silvia Cobelo em 14/09/2005
de DJ Garrincha para Elza

O Hit Rio de Janeiro causa furor nas festas onde o DJ Garrincha se apresenta. Alem do mais um DJ Garrrincha nao poderia ser o mesmo se nao tiver Elza no repertorio. Valeu. Abracos. DJ Garrincha Berlim. 01.07.2006, Elza em Berlim e DJ Garrincha estava lá não consegui o autógrafo em meu cd Vivo Feliz mas continuarei vivendo feliz. Obrigado Diva! DJ Garrincha. impressões de Elza em Berlim: http://dj-garrincha-copa2006.blogspot.com/

por Dj GArRinchA em 27/04/2006

Samba eletrônico. E Elza Soares entendeu muito bem o que quer dizer e o que isso é. A voz, surpreendenetemente forte para a idade, faz o que quer e brinca em cima das músicas. Legal também uma rara Elza compondo.

por Beto Feitosa em 04/08/2005
Negativas (0)

Escreva uma resenha






Você gostou do disco?



Resenha (opcional)




Ficha técnica
Artistas principais
Ano
2003
Lançamento
06/01/2004
Gênero
MPB
Código do catálogo
RH0007
Código do produto
7898369061281
Selo
Reco-Head
Formato
CD Simples
Perfil do artista
Agenda