A Tratore por aí:

Dança das rosas


"Mineira radicada em São Paulo, Consuelo de Paula vem construindo uma carreira das mais consistentes e respeitáveis. Dona de voz delicada, agradável e afinada, pauta-se pela beleza e harmonia. Dança das rosas é primoroso.", Lauro Lisboa Garcia, O Estado de São Paulo. "Em dança das rosas predomina a voz poética de Consuelo de Paula", Giron, Revista Época. "Um dos mais consistentes trabalhos independentes dos últimos anos", Kiko Ferreira, O Estado de Minas. "Con una entonación perfecta, la mineira Consuelo de Paula desplegó una seductora sencillez...", Clarín, Buenos Aires.



Faixas (11)

1.
Dança para um poema

Editora: Direto


2.
Canto de guerra

Editora: Direto


3.
Estrada de água

Editora: Direto


4.
Sete trovas

Editora: Direto


5.
Artesanato

Editora: Direto


6.
Pássaro encantado

Editora: Direto


7.
Rosa e amarela

Editora: Direto


8.
Flor futura

Editora: Direto


9.
Retina

Editora: Direto


10.
Os terços do samba

Editora: Direto


11.
Curativo

Editora: Direto



Produtos relacionados
(0/0)


   

Resenhas
Positivas (2)
A menina vê o Brasil

Que Brasil Consuelo vê, e canta? Geograficamente Consuelo é de Pratápolis, Minas. Mas Pratápolis é, na verdade, o ponto de onde se espraia, pela visão e pelo canto intimista de Consuelo, um Brasil muito pouco cantado na canção brasileira de qualidade! Ela vê e canta - sobretudo e divinamente - o interior do interior, a elegância discreta e contida dos lugares e das gentes desse universo do Brasil. Matéria prima que se mescla a outra, no canto de Consuelo, aquela das múltiplas e elaboradas células rítmicas da música dessas gentes e dela própria (que também é dessas gentes), em combinações as mais variadas, mas nunca gratuitamente mostradas - como bem convém a uma intérprete que caminha "na mais pura macieza", "na maior delicadeza". Delicadeza e lirismo que se vêem, inclusive, quando a própria dor é cantada, quando a cicatriz marca, sim, a pele, mas "em forma de flor". Viajei muito com Consuelo. Sem saber, por tantas e quantas estradas desse interior paulista ela me fez companhia! E, tam

por Lourenço Chacon em 12/05/2008
Bailado de Pétalas

Por um bom tempo eu considerei que ouvir MPB significava ouvir a geração de artistas que irromperam e fizeram sucesso nas décadas de 60, 70 e 80, e que contemporaneamente a música popular estaria submersa no pop e no rap, entre outros estilos menos trabalhados. Isso até conhecer este cd, experiência que me fez buscar os outros dois trabalhos anteriores da artista (Samba, Seresta & Baião e Tambor e Flor), sobre os quais também me senti estimulada a escrever neste mesmo sítio. A cada faixa de Dança das Rosas, um trabalho totalmente autoral, se pode desfrutar da inusitada experiência poético-musical dessa mineira disposta e capaz de revelar a riqueza de nossa cultura, sem qualquer ranço de nacionalismo estreito. Sua obra é indicativa da coragem e abnegação de uma artista que jamais faz concessão àquilo que se distancia da arte ou da contemporaneidade, seja quando compõe, seja quando visita o universo de domínio público. Com este trabalho Consuelo de Paula confirma uma trajetória de profun

por Fátima Cabral em 28/05/2008
Negativas (0)

Escreva uma resenha






Você gostou do disco?



Resenha (opcional)




Ficha técnica
Artistas principais
Ano
2008
Lançamento
05/05/2004
Gênero
Código do catálogo
7898367410098 / CPT03
Código do produto
7898367410098
Selo
Independente
Formato
Album/CD
Perfil do artista
Agenda