A Tratore por aí:

A Música Toca

por Loop B
Palavras-chave Eletrônico.


Brincando com ritmos brasileiros como samba, côco e baião, Loop B realiza em seu quarto disco o sofisticado encontro entre produção eletrônica, instrumentos acústicos e a percussão em sucata - máquinas de lavar, tanques de gasolina e furadeira.



Faixas (14)

1.
Vivendo a Vida

Autor: Loop B
Editora: Tratore


2.
Quebra o Côco

Autor: Loop B
Editora: Tratore


3.
Chegando de Lá

Autor: Loop B
Editora: Tratore


4.
Coqueiro

Editora: Indie/Tratore


5.
Ciranda de Roda

Autor: Loop B
Editora: Tratore


6.
Janela do 306

Editora: Tratore


7.
Quando o Sol

Autor: Loop B
Editora: Tratore


8.
O Mar Levou

Editora: Tratore


9.
Lembranças

Autor: Loop B
Editora: Tratore


10.
Sobe a Ladeira

Editora: Tratore


11.
Passa por Aqui

Editora: Tratore


12.
Saudade

Autor: Loop B
Editora: Tratore


13.
Samba da Furadeira

Autor: Loop B
Editora: Tratore


14.
Baião de Drum

Autor: Loop B
Editora: Tratore



Produtos relacionados
(0/0)


   

Resenhas
Positivas (8)
esse cara sabe

Solte o Loop num ferro velho e imagine uma criança na Disney World. Que cara bacana esse Loop B. Vai fundo no incomum, tira sons de coisas que ninguém imagina. Parabés também para o produtor do disco, Bussab man, que tirou timbres loucos dos apetrechos do Loop.

por arthur joly em 08/10/2004
criativo

Fiquei instigado pela resenha que li do Loop B: o cara faz música eletrônica com sucata ! Esse disco eu não podia perder. Muito legal, não é uma música eletrõnica convencional, é diferente e muito brasileira.

por Taw em 08/10/2004
do K

O resumo do disco do cara realmente instiga, mas ouvindo "ghegando lá" vc tem a certeza de que o prestigio é de boa intenssão. Usar elementos eletronicos requer sensibilidade auditiva, soma-la a elementos fisicos cotidianos é ter o som compo fonte de energia. Ta valendo

por reinaldo rodrigo novo em 23/10/2004
Loop B - A música toca

Coqueiro dá ? Durante dias, fiquei rodando aquela música....comendo a comida, bebendo a bebida, dormindo o sono e vivendo a vida....... Eletrônico, mas isso é muito natural, como diria o desafinado João. Canções. Talvez pela riqueza de detalhes "feitos à mão" sobre os timbres já intervenções por si mesmos. Talvez pela familiaridade dos baiões, dos temas, e a falsa simplicidade na soma dos tratores (chevette, geladeira...). Como o passarinho na antena da capa. Cotidiano. Como Bandeira, sem muita bandeira. Não sei se já existe uma linha Zen Sucata, e a arte de reutilizar peças de motocicletas, kombis. Fica a idéia. Loop B é o nome do mestre.

por Luciano Pessoa em 28/10/2004
experimetalismo

Loop B sabe experimental com muito talento. "Samaba da Furadeira". Genial mistura de elementos da cultura popular dentro da poesia urbana. Porta de carro, tanques e muita loucura. E ainda muito ritmo brasileiro e fina produção musical. P#$a trabalho!

por Marcelo Ozorio em 21/01/2005
O importante é o tanque ser de Chevette

O Loop B é um músico super criativo e segue a linha de alguns compostores brasileiros, como o Smeatk, Hermeto Paschoal e outros que olharam para a necessidade de se criar música para novos instrumentos. Eu me lembro que uma vez o Loop foi gravar junto com o Aguillar a sua participação em CD sobre poesia potiguar que estávamos produzindo eu e o Cid Campos no MC2 studio e ele chegou lá com aquelas tralhas todas e tinha um tanque de carro que só por si já era curioso, pois ele usava com capatodores e um pedal de efx Boss, mas ele disse que após pesquisa com outros tanques, o melhor era o do Chevette. Quem não ouviu ouça que vale a pena. Marcelo Brissac

por Marcelo Brissac em 19/07/2005

genial mistura de instrumentos com sucata. Loop B faz música com lixo, e sua oficina musical é criativa e engraçada. Nesse disco mistura ritmos brasileiros com porta de geladeira e furadeira. A performace ao vivo é ainda mais engraçada e assustadora (no melhor sentido possível!)

por Beto Feitosa em 04/08/2005
Deixa tocar

E por falar em música brasileira moderna, nada melhor do que comentar o disco "A música Toca" do DJ Loop B. Brasileiro até a alma, seu disco (de eletrônica, é claro) cria uma mistura ora dançante ora cabeça de ritmos regionais. Para ajudar no disco, o DJ conta com participações de gente grande como Chico César e bahiana Rebeca Matta. Entre os efeitos de estúdio, estão também instrumentos rústicos como um tanque de Chevette, máquina de lavar da Brastemp, grade, painel de carro, geladeira, monitor de computador, porta de carro tocado com furadeira, e tudo o mais que sair algum som ou ruído, isso, no final, vira música.

por Jairo Francisco de Souza em 05/08/2005
Negativas (0)

Escreva uma resenha






Você gostou do disco?



Resenha (opcional)




Ficha técnica
Artistas principais
Ano
2003
Lançamento
02/07/2003
Gênero
Código do catálogo
ODD027
Código do produto
7898369060529
Selo
Outros Discos
Formato
Album/CD
Perfil do artista
Agenda