A Tratore por aí:

Destaques

Marcos Sacramento, Drago
Mulato Bamba Produção Musical

'Drago' é o 16º álbum da carreira de Sacramento. O álbum foi completamente financiado por meio de financiamento coletivo, gravado em dezembro de 2018. Sacramento é acompanhado por alguns dos mais prestigiados instrumentistas da cena musical contemporânea: Luís Flávio Alcofra, violão; Pedro Aune, contrabaixo; e Netinho Albuquerque, percussão. Além de parcerias em composições e em várias faixas: Zé Paulo Becker, Marcelo Caldi, Nina Wirtti, Luis Barcelos, Rafael Mallmith, Glauber Seixas e Itamar Assiere.



Rodopio, Dani Gurgel e Debora Gurgel
Independente

Rodopio é um álbum com 10 composições autorais que transitam por diversas faces da música brasileira e que, depois de gravado, foi transcrito - nota por nota, inclusive os improvisos -, e transformado em uma coleção com sete livros para diferentes instrumentos.

Navegante - Dudu Sperb recebe Guinga, Guinga e Dudu Sperb
Independente

O cantor Dudu Sperb uniu-se ao compositor e violonista Guinga para juntos registrarem, em voz e violão, 14 canções desse grande mestre carioca com vários parceiros como Aldir Blanc, Paulo César Pinheiro, Zé Miguel Wisnik e Chico Buarque. Entre outras composições presentes no disco, estão "Senhorinha", "Bolero de Satã", "Catavento e girassol", "Nonsense", "Você, você", "Neblina e flâmulas", "Canção do Lobisomem", "Choro pro Zé", "O silêncio de Iara", "Sete estrelas", "Avenida Atlântica", "Nobreza da Maré" e "Navegante", que dá nome ao CD.




Top 20 dos últimos 60 dias Veja mais

Em breve Veja mais

   
 
Rádio Tratore
Blog
17 de julho
Dicas Tratore: O que é um EPK e como ele pode ajudar na sua divulgação?
Imagem por Rita Hogan por David Dines Cada vez mais difundido enquanto ferramenta para jornalistas, produtores, (…) Leia mais
10 de julho
Dicas Tratore: Como o Spotify pune campanhas suspeitas?
por Mauricio Bussab e David Dines Recentemente, o Spotify tem aumentado os esforços para impedir ações consideradas (…) Leia mais
03 de julho
Dicas Tratore: Como incluir suas letras no recurso musical do Instagram Stories?
por David Dines O Instagram e o Facebook liberaram na última semana um recurso que permite acrescentar músicas de um (…) Leia mais
Agenda
26 de julho – 20:00
Martina Marana - Eu toco mal
Martina Marana, voz e violão, apresenta o repertório de seu segundo cd, "Eu toco mal" num show que tem como tema a ironia sobre os julgamentos atribuídos às mulheres no meio musical. O repertório varia entre irreverência, impetuosidade e romantismo e as composições valorizam a riqueza da música popular brasileira através da influência de músicos consagrados como Milton Nascimento, João Bosco, Joyce, Filó Machado, Djavan, dentre outros. Os arranjos prometem agradar aos amantes da música brasileira, da música autoral e, em especial, ao público feminino. Felipe Silveira - teclado Marcus Teixeira - guitarra Gabriela Machado - flautas Felipe Fidelis - contrabaixo Celso de Almeida - bateria 26/07/2019, sexta-feira, 20h Teatro do SESI Amoreiras, Av. das Amoreiras, 450 - Parque Italia Campinas Entrada Franca Informações: 19 3772-4100
27 de julho – 20:00
Forró Krakatoa Trio - Terral Surf Bar Itaquera Desconfiado
R. São Teodoro, 390 - Itaquera
28 de julho – 20:00
Martina Marana - Eu toco mal
Martina Marana, voz e violão, apresenta o repertório de seu segundo cd, "Eu toco mal" num show que tem como tema a ironia sobre os julgamentos atribuídos às mulheres no meio musical. O repertório varia entre irreverência, impetuosidade e romantismo e as composições valorizam a riqueza da música popular brasileira através da influência de músicos consagrados como Milton Nascimento, João Bosco, Joyce, Filó Machado, Djavan, dentre outros. Os arranjos prometem agradar aos amantes da música brasileira, da música autoral e, em especial, ao público feminino. Felipe Silveira - teclado Marcus Teixeira - guitarra Gabriela Machado - flautas Felipe Fidelis - contrabaixo Celso de Almeida - bateria 28/07/2019, domingo, 11:30 Programação do "Cultura nos parques" Parque da Cidade Rod. João Cereser, Pinheirinhos Jundiaí, SP. Entrada franca Informações: 11 4585-9750
Uma resenha
Móveis Coloniais de Acaju, Idem Radiola Records
Luís escreveu: Em um momento que em Brasília todas as bandas universitárias eram apenas variações do mesmo tema, no auge do chamado movimento calango, o MCA surgiu como uma luz no fim do túnel. Sem negligenciar a onda performática que tomava os palcos brasilienses, adicionaram um elemento velho, mas esquecido: a boa música. A banda ganhou logo os corações de todos pelo carisma, inteligência e pelo seu som contagiante, animado, bem arranjado. Não à toa o CD idem, vendido em shows por Brasília, com quase nenhuma divulgação, vendeu sua primeira tiragem rapidamente. É que os fãs da banda já aguardavam pela oportunidade de ouvir suas músicas em casa há muito tempo. O trabalho primoroso na confecção do CD, desde a produção musical ao acabamento, com um belo encarte e arte cuidadosa só mostra o que levou esta a ser a banda de maior sucesso entre a nova safra brasiliense: o empenho constante em fazer o melhor . Aliás, a preocupação com os detalhes é mostrada logo nos primeiros segundos do álbum, quando
Um produto
Kangoma, Boa Tarde, Povo CPC - Umes
Em muitas partes do mundo as músicas tradicionais vêm sendo revigoradas pelo encontro com a contemporaneidade. Espontaneamente, os músicos do séc. XXI buscam o conhecimento do passado e a prospecção do futuro - e com isso descobrem a fórmula do eterno, não estando ?nem aí? prá tal world music. Esse é o caso do grupo Kangoma, cujo trabalho ancora-se nos tambores que bateram (e batem) para os ancestrais, revelando uma linguagem musical de visceral brasilidade que, mesmo quando busca ser internacionalizante, jamais é submissa ao modismo dos gringos. Kangoma nos dá uma lição de Brasil. E isso bast